Cadeira de rodas - O Mário kart brasileiro

|

Para quem nunca viu Mário Kart na vida real. Notem que o super motorista possui apenas uma espécie de Joystick da cadeira de rodas para andar.

Reparem também que o indivíduo estava andando em alta velocidade em uma estrada, não possui carteira de motorista e o "veículo" que não possui e nem deveria possuir mesmo placa.

Eu cheguei a me perguntar o que eu faria se eu fosse um dos policiais rodoviários que o pararam. E fico imaginando que se ele não tivesse entrado na via local até onde ele iria.

Vejam o vídeo ao mesmo tempo engraçado, irresponsável e incrível!


Para quem editou o vídeo, meus parabéns pela sonoplastia.

É tão incrível que eu coloquei que é uma coisa séria, devido à gravidade da situação, parece piada mais é verdade e acho que pela primeira vez, eu coloco um "pra rir" no mesmo post de uma "coisa séria".

Cidinha Campos e José Nader

|

Indicado pelo nosso leitor, Pedro Neves, um vídeo espetacular de um dos maiores sucessos da internet nos últimos tempos.

A Deputada Estadual Cidinha Campos e o Deputado José Nader na Alerj (Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro).

Parte 1


Parte 2


Parte 3


Às vezes eu me pergunto. Será que este não é o tipo de gente que precisamos na nossa política? Não que eu esteja dizendo que ela é honesta e acima de qualquer suspeita. Até por que ainda preciso verificar o passado tanto de um quanto o passado do outro. Mas acho que se as coisas na nossa política não fossem tão combinadas como de costume e fossem um pouco mais feitas de coração, debate, levantamento de questionamentos sérios entre outros se nosso país não seria muito melhor e os maus políticos não se afastariam mais fácilmente dos maiores cargos.

O bêbado poeta de pijama

|

Já vi vários vídeos de bêbado. Mas este é um gênio!

O bêbado de pijama é autor de alguns pensamentos como:

"Bibibibibibibibibibibibibibi"

"Bebeu tem que tomar!"

"A lei não é do Clinton! Não é do primeiro mundo! Por que não existe o primeiro nem o segundo nem o terceiro! Mas eu tô no baixo!"

"O crime não retarda! Pode retardar mas compre!"

"A gente vai ter que ser preso um dia!"

"A capacidade do ser humano é ser preso. Por que você não compre a lei!"

"Eu estaria arrependido se ele não prendesse."

E seus pensamentos fluem tão livremente que enquanto ele gerava estas frases marcantes, ainda dava várias risadas.

Vejam

O tempo verbal

|

Ficha Limpa. O Brasil precisa!

Em um dos posts anteriores (A ficha limpa), citamos que o texto no Senado passou sem nenhuma alteração. Porém, nos enganamos (Que coisa feia!).

O Senador Demóstenes Torres do Democratas do estado de Goiás faz uma pequena alteração no tempo verbal de uma das frases da lei. Onde as palavras "tenham sido" foram trocadas por "que forem". Nesta hora, o Senador que jura de pés juntos que não quis mudar o sentido da lei de iniciativa popular. Porém, o que vale não é a intenção do Senador e sim o que está escrito na lei. Sendo assim, a lei que antes afastava os maus políticos já condenados das eleições, agora vai perdoar os condenados e levar em consideração apenas as condenações de agora em diante. Isto em um primeiro momento, por que em um segundo momento o que ninguém comentou é que pessoas que forem condenadas posteriormente, dirão que a lei entrou antes do crime ser condenado.

É quase como se os políticos antes desta lei fossem menores de idade, onde não sabiam o que estavam fazendo, e agora (A partir do momento que a lei for aprovada pelo presidente e se for, apesar de ser bem provável que seja) virarão maiores de idade.

Um outro detalhe é em relação ao fato de que muitos estão satisfeitíssimos com a aprovação unânime. Porém, esqueceram eles que alguns dos Senadores faltaram à votação. Foram 76 Senadores votantes, menos 1 abstenção pelo presidente no dia e mais 4 faltantes. É por que nós mortais trabalhadores, quando faltamos, todos da empresa sabem e procuramos não faltar para não termos nosso salário descontado.

Anteriormente, na Câmara dos Deputados, houve várias tentativas de mudanças em relação ao texto original. Na verdade, o que ocorreu foi que oficialmente, o texto não veio da população, e sim do Deputado Antônio Biscaia do Rio de Janeiro e tem como relator o Deputado Índio da Costa do Democratas também do Rio de Janeiro. Segundo ele, para agilizar o processo de aprovação. Porém, este projeto entrou com uma alteração principal, onde antes o político poderia ser condenado em primeira instância, agora é apenas em segunda instância (Agora, os políticos vão começar à empurrar com a barriga o julgamento na segunda instância). Lá ocorreu algo bem parecido relativo à votação do projeto. Apenas um único Deputado votou contra o Ficha Limpa, o Deputado Marcelo Melo do PMDB do estado de Goiás. Que depois disse que se enganou com os botões e apertou contra e não à favor do projeto. Foram 388 à favor e um contra. Ou seja, 389 votos. Sendo que a Câmara possui 513 deputados. Subtraindo um pelo outro dá 124 deputados faltantes, ou seja, cerca de 24%!!!

Vejam o vídeo do Ficha Limpa antes de ser aprovado pela Câmara dos Deputados.


Danilo Gentili ano passado na Câmara buscando os mais procurados. Só que até aquela data, a condenação era apenas em primeira instância.


Para quem quiser saber mais:
http://www.mcce.org.br/node/144
https://secure.avaaz.org/act/index.php?r=act

Mais uma vez os agradecimentos ao leitor Fábio Justo que nos cobrou sobre este assunto.

TOP BLOG 2010

|


Este ano, estamos concorrendo ao TOP BLOG edição 2010. Ano passado, ficamos entre os primeiros na categoria "Política".

Este ano estamos tentando repetir a dose e entrarmos como um dos três primeiros. Para isto, precisamos da sua ajuda. Clique na imagem acima, ou na barra lateral, e cadastre seu voto. O voto pode acontecer todos os dias, uma única vez ao dia.

Obrigado.

O enquadramento perigoso

|

Cuidado ao fazer um enquadramento de uma foto.

A ficha limpa

|

Hoje foi aprovado no Senado por unanimidade dos presentes. Como a proposta foi criada na Câmara de Deputados e como no Senado passou sem nenhuma alteração, o projeto de lei não precisa passar pela Câmara novamente.

Sendo assim, agora vai para as mãos do nosso presidente para que o mesmo possa tomar uma decisão do que fazer com este projeto. Teóricamente, para que o projeto possa valer ainda nas eleições deste ano, ele precisa ser sancionado antes do dia 10. Caso o presidente vete ou decida se o projeto vai valer depois do dia 10, no primeiro caso, a lei não valerá mais, enquanto que se o segundo caso ocorrer, somente valerá nas eleições de 2012.

O projeto de lei é importante para o Brasil, mas não é o suficiente para afastar os maus políticos do poder. Sendo assim, ainda é necessário que acompanhemos de perto nossos representantes.

O nosso leitor Fábio Justo sugeriu este assunto.

Mister Fail

|

Depois do Mister M, o Mister Fail.

Indicação de Wellington Oliveira.

O enriquecimento de Urânio iraniano

|

Estamos diante de um momento marcante tanto para a ONU (Organização das Nações Unidas), quanto para o relacionamento entre países e principalmente em relação à política externa brasileira.

O Brasil está tentando costurar um acordo entre o Irã, Turquia e a ONU. Porém, países que literalmente controlam a ONU querem à qualquer custo que o acordo não seja feito.

O acordo que foi fechado esta semana com o Irã, é nada mais nada menos do que o mesmo acordo que a ONU cerca de sete meses atrás queria fechar com aquele país. Sendo que a diferença é entre os países envolvidos no novo acordo.

A desculpa da ONU é que o Irã estaria desenvolvendo materiais enriquecidos para fazer armamento nuclear (Isto não lembra o Iraque?) e que estas armas podem resultar em uma destruição em massa.

Chega a ser quase que engraçado. Que moral tem os EUA para falar que qualquer país esteja desenvolvendo qualquer arma nuclear? Eles mesmos desenvolvem armamento nuclear, invadiram o Iraque dizendo que o país do Oriente Médio estava desenvolvendo o mesmo tipo de material. Eles aprovaram que Israel (Inimigo declarado do Irã) possua ogivas nucleares. Voltando ao Iraque, chegaram lá, seus exércitos libertadores mataram e torturaram pessoas à vontade e sem direito à um julgamento. Implantaram um governo que se diz democrático, porém que tem as mesmas denúncias de fraude de votos que o Irã. E olha o próprio EUA é fera em denúncias de eleições fraudadas, no caso das duas eleições em que George W(AR) Bush houve suspeitas de fraude.

E agora que foi fechado um acordo (Não garanto que será cumprido), ao invés da conversa ir em direção ao que será feito daqui para frente, querem simplesmente ignorar este acordo?

Como fazer sucesso na vida profissional

|

Este é um vídeo viral do Fábio Puentes, não sei se é totalmente verdade, em alguns casos me parecia real em outros falso. Mas, não tenho como provar nem a veridicidade nem a falsidade.

Segue vídeo incrível enviado pelo Wellington Oliveira.

Quanto custa a corrupção no Brasil

|

Segundo o Departamento de Competitividade e Tecnologia da Federação das Indústrias de São Paulo (FIESP) ela custa aos cofres públicos R$ 69,1 bilhões por ano.

É dinheiro suficiente para, todo ano:

  • construir 184 portos
  • construir 277 aeroportos
  • construir 5 vezes ferrovias que o pretendido pelo PAC
  • aumentar em quase 50% o número de alunos na escola
  • aumentar em quase 90% o número de leitos nos hospitais
  • construir quase 75% mais casa do que o PAC pretende construir
  • mais do que dobrar o número de domicílios para onde o PAC pretende levar saneamento

Fonte: FIESP

Posted via email.

Deputados que votaram contra o "Ficha Limpa"

|

Pessoal, lembrem com carinho desses nomes nas próximas eleições, pois eles votaram a favor dos destaques (emendas) para enfraquecer o texto original do projeto conhecido como "Ficha Limpa".

Deputados que tentaram retirar o período pelo qual um político se tornaria inelegível por compra de votos ou abuso de poder econômico:

Alagoas
Joaquim Beltrão (PMDB)

Bahia
José Rocha (PR)
Marcelo Guimarães Filho (PMDB)
Maurício Trindade (PR)
Veloso (PMDB)

Ceará
Aníbal Gomes (PMDB)
Arnon Bezerra (PTB)
Zé Gerardo (PMDB)

Espírito Santo
Camilo Cola (PMDB)

Maranhão
Davi Alves Silva Júnior (PR)
Waldir Maranhão (PP)

Minas Gerais
João Magalhães (PMDB)
Marcos Lima (PMDB)

Mato Grosso
Eliene Lima (PP)

Mato Grosso do Sul
Antonio Cruz (PP)

Paraná
Chico da Princesa (PR)
Dilceu Sperafico (PP)
Giacobo (PR)
Nelson Meurer (PP)
Odílio Balbinotti (PMDB)
Ricardo Barros (PP)

Pará
Asdrubal Bentes (PMDB)
Gerson Peres (PP)
Wladimir Costa (PMDB)

Rio de Janeiro
Alexandre Santos (PMDB)
Dr. Paulo César (PR)
Eduardo Cunha (PMDB) - autor do destaque
Leonardo Picciani (PMDB)
Nelson Bornier (PMDB)
Solange Almeida (PMDB)

Rondônia
Marinha Raupp (PMDB)

Roraima
Neudo Campos (PP)

Rio Grande do Sul
Afonso Hamm (PP)
Paulo Roberto Pereira (PTB)
Vilson Covatti (PP)

São Paulo
Aline Corrêa (PP)
Beto Mansur (PP)
Celso Russomanno (PP)
Paulo Maluf (PP)
Vadão Gomes (PP)

Tocantins
Lázaro Botelho (PP)

Votaram pela manutenção do segundo destaque da noite, que, na prática, acabava com a proposta do ficha limpa:

Beto Mansur (PP-SP)
Edinho Bez (PMDB-SC)

Abstiveram-se:

Eduardo Cunha (PMDB-RJ)
Leonardo Piccianni (PMDB-RJ)

O autor do segundo destaque, Jovair Arantes (PTB-GO), também abstêve-se

Fonte: Avaaz.org

Posted via email.

A cultura do Detran de São Paulo

|

É impressionante a quantidade de pessoas com carteiras compradas que rodam na Região Metropolitana de São Paulo (Também conhecida como Grande São Paulo). São pessoas sem a mínima noção, preparo seja ele psicológico, seja ele legislativo, seja ele até mesmo de direção.

Reconheço que carteiras são compradas ao longo de todo o país, porém, nestes quase cinco anos em que moro na capital paulista, não conheço pessoas suficientes que se auto-declaram como não compradores de carteira de habilitação (carta) para preencher o número de dedos da minha mão direita. Ou seja, a conclusão pessoal que eu posso tirar é de que a porcentagem de pessoas que realmente tiraram sua carteira de forma honesta (sem enganar a si mesmo) é mínima.

Conversando com algumas das pessoas no dia a dia e relembrando a minha experiência até então com o Detran (já citada aqui no blog), descobri que existem alguns aspectos culturais que está cada vez mais difícil de ser quebrado.

O ensino basicamente se resume nos seguintes passos: Há uma prova teórica, basicamente sobre legislação de trânsito e depois uma prova prática, onde os alunos devem provar que aprenderam a dirigir um automóvel.

Inicialmente, muitas das auto escolas não citam a possibilidade de compra de carteira, porém, alguma reprovação na prova teórica ou início da prova prática e logo surge a proposta.

Para aqueles que ainda assim, não se deixaram levar pela compra da carteira, na hora do teste, como em São Paulo instrutores ficam dentro do carro, eles além de exigir o mínimo de detalhe que não foi ensinado durante as aulas, eles apertam o freio que existe em todo e qualquer carro de auto escola para ser utilizado em caso de possibilidade de algum acidente.









Que me desculpem os paulistas e paulistanos que se sentiram ofendidos, a intenção nunca foi de degradar, de minimizar ou de deixá-los menores do que qualquer outro estado, ou outro local do Brasil. Muito pelo contrário, o objetivo é que AO MENOS quem quer tirar a carteira da forma correta, consiga. Por que ultimamente, para se tirar uma carteira de forma correta, têm que ser formados em Direito para conseguir se livrar de tanta sujeira.

Quero morar numa propaganda do governo da Bahia

|

Muito boa a ideia do vídeo. Seria muito bom se virasse moda igual ao Rebolation.

Posted via email.

Feliz dia das mães

|

Para todas as leitoras do Enxugando o Gelo, que já são mães ou que estão prestes a ser ou até mesmo aquelas que vivem nas mentes e corações de quem está nesta dimensão, Feliz dia das mães!

Jeitinho brasileiro na Copa do Mundo

|

Somos o país do jeitinho. O país do deixa tudo para a última hora. O país da estratégia para forçarmos uma situação que queremos.

Com a chegada cada vez mais da Copa do Mundo de 2016 que até então acontecerá no Brasil e não acostumados com este nosso jeitinho de levar a vida, os metódicos franceses estão nos cobrando sobre as obras tanto dos estádios quanto dos estruturadores para a mesma.

É trem bala que demora tanto que não vai mais sair; é ponte aérea que parece que está esburacada; são estados que se acham insubstituíveis para fazer parte das organizações da copa; é estádio com um jeitinho aqui e outro ali só para "fazer a comparação"; é acusação de uso de poder político na escolha dos estados que vão participar; é acusação de uso da mesma política para ameaçar retirar estádios da copa; é comentarista esportivo que só se interessou por futebol a vida inteira e agora quer discutir administração e política; é o ego que impede um trabalho bem feito; são licitações de obras em passos de tartaruga; são estados que garantem e vendem que não terá dinheiro público para a Copa do Mundo e no entanto está vendo que não é bem assim...

E os franceses a verem seus cabelos esbranquecerem e até caírem por não estarem acostumados com tudo isto.

Nós somos acostumados a deixar tudo para última hora ou os franceses que são chatos?

E agora a FIFA já levanta a possibilidade da Copa do Mundo acontecer nos EUA ou na Inglaterra.

Será que o Brasil realmente quer a Copa do Mundo aqui? Por que nem os Governantes, nem as equipes de futebol, nem os Presidentes de Federações, nem o Presidente da CBF, nem o Governo Federal, nem os Municipais estão se mobilizando, muito menos a população que aceita tudo "goela abaixo" e pensa sempre: "É assim mesmo!".

Jeitinho brasileiro "funciona" para nós brasileiros, mas não quando se trata de algo que traz o olhar do mundo. O mundo não vai esperar atraso de meses para a Copa começar. Existe hoje um cronograma, e ele já não está sendo seguido.

Que tipo de ensino é este?

|

Em uma escola pública, Escola Estadual Azevedo Junior, localizada em Santos, cidade do estado de São Paulo, uma nenina de onze anos que possui comportamento de uma garota quatro anos mais nova, sofre com o bulling aplicado pelos colegas de classe.

Como se isto já não bastasse, o professor de Ciências, Maurício, que dá aula na sala da 6ª Série do Ensino Fundamental resolveu incentivar os alunos a fazerem um abaixo assinado com o objetivo de expulsar a menina da escola.

A menina em questão, foi obrigada a ir para casa com uma folha de papel colada nas costas com os seguintes dizeres: "Sou doida, me bata na cabeça".

Esta mesma escola, segundo o site da Secretaria de Educação do estado de São Paulo (http://www.educacao.sp.gov.br/noticias_2005/2005_10_05_c.asp) recebeu um prêmio em 2005 por causa de um programa chamado "Leitura ao Alcance de todos" dado durante o "Encontro Anual do Programa Nacional de Incentivo à Leitura (Proler) - Baixada Santista".

Cadê a preparação dos professores em nosso país? Onde estão as exigências para se tornar professor? Qual a orientação que estes professores recebem quando vão parar no sistema de ensino do estado? Este é o futuro que estamos plantando? Uma sociedade já cheia de preconceitos e cheia de problemas psico sociais, onde a imagem e dinheiro valem mais do que a palavra e a honra? Onde os valores estão distorcidos, onde existem preconceitos de cor, de meio social e até mesmo por local de origem?

O que estamos ensinando para o futuro do nosso país?

Vejam a reportagem que passou no programa "Brasil Urgente" da Rede Bandeirantes na última Sexta-feira.

Conexão Repórter - Sexo, Intrigas e Poder - Parte 3

|

Dando continuidade na série de reportagens sobre a pedofilia da Igreja Católica do Brasil, o Conexão Repórter intitulado "Sexo, Intrigas e Poder - Parte 3" foi ao ar no seu terceiro programa referente ao assunto.

Depois dos programas "Sexo, Intrigas e Poder" e "Sexo, Intrigas e Poder - Parte 2" o programa remonta os casos com a visão de um padre e de uma CPI que investiga as denúncias que havia levantado antes.

Desta vez para basicamente entrevistar um dos padres acusados, Edilson Duarte, falando sobre os casos de abuso, confessando e revelando informações. Além disto, mostrando cenas de interrogatório de uma CPI para apurar os casos denunciados.

Parte 1


Parte 2


Parte 3


Parte 4


Parte 5

 

©2007 - 2010 Enxugando o Gelo | Template Blue by TNB